Incontinência Urinária Feminina

Incontinência Urinária Feminina

Incontinência urinária é o nome dado a perda involuntária da urina e que, embora possa afetar a todos, é 2x mais comum nas mulheres do que nos homens.
Esse transtorno pode afetar diretamente a autoestima, comprometer o convívio social e trazer grande desconforto aos paciente.

👉 Conheça os 3 tipos de incontinência urinária:
– Incontinência Urinária de Esforço (50% dos casos): Acontece durante a realização de algum esforço físico que provoque aumento da pressão abdominal, como tosses, risadas e espirros. Decorre da fraqueza da musculatura ao redor da uretra.
– Incontinência Urinária de Urgência (20% dos casos): É a perda involuntária de urina que ocorre após um súbito e urgente desejo de urinar. Também conhecida como “Bexiga Hiperativa”, pode acontecer devido a transtornos neurológicos ou pela contração involuntária da bexiga. Frequentemente, pacientes com esta condição também queixarem de aumento na frequência urinária durante o dia e a noite (acordando várias vezes para urinar).
– Incontinência Urinária Mista (30% dos casos): Consiste em uma combinação dos dois tipos de incontinência urinária citadas acima, sendo que muitas vezes um deles é mais intenso do que o outro.

👉 Como é feito o diagnóstico?
A simples descrição dos sintomas de perda urinária involuntária, assim como das condições que provocam os sintomas, já é o suficiente para se estabelecer o diagnóstico de incontinência urinária. Exames complementares podem ser feitos para melhor se estabelecerem as causas, como exame de urina (procurar infecção), ultrassom de abdome, diário miccional, etc.

👉 Tratamento
Alterações no estilo de vida como perda de peso, controle da dieta e micções programadas devem devem sempre fazer parte do plano terapêutico. Fisioterapia do assoalho pélvico, terapia medicamentosa (uso de certos remédios) e até mesmo cirurgias possuem excelentes resultados quando bem indicados.

 

Quer saber mais sobre incontinência urinária na mulher? CLIQUE AQUI

Para ler o guia de condutas da Sociedade Brasileira de Urologia sobre perda de urina nas mulheres, CLIQUE AQUI

No Comments

Post A Comment

WhatsApp chat